Ortodontia: deve ser antes ou depois dos implantes? Entenda aqui!

Tempo de leitura: 3 minutos

Alguns dentes podem sofrer com a má formação. Nestes cenários, a ortodontia, ou aparelho ortodôntico, serve justamente para deixá-los mais alinhados e melhorar a estética, a funcionalidade e até evitar mal-estares como dor de cabeça – causadas por mordidas e mastigações erradas – e problemas bucais.

Então, vamos à pergunta que não quer calar: o implante dentário, que consiste na acomodação de um ou mais parafusos de titânio no osso para repor os dentes perdidos, deve ser realizado antes ou depois do tratamento de ortodontia? Continue a leitura do nosso post e tire essa e outras dúvidas!

Implante dentário: antes ou depois da ortodontia

Entre os profissionais da área, livros e artigos sobre implantodontia, existe um consenso sobre o tratamento da ortodontia ser feito antes dos implantes dentários. Apesar disso, no dia a dia, ao atender os pacientes, cada caso precisa ser analisado com a devida atenção.

Tenha em mente que a ortodontia, de modo geral, melhora os espaços disponíveis para que as fixações de titânio sejam inseridas em uma posição adequada.

Caso contrário, se os implantes forem mal posicionados, há grandes chances de o tratamento falhar e você precisar realizá-lo mais uma vez para que o resultado seja favorável. Ou seja, o que era para ser uma opção mais prática se torna a mais trabalhosa.

O paciente, entretanto, pode optar por realizar as extrações dentais de elementos hígidos e assim, aumentar os espaços disponíveis para viabilizar a colocação das fixações do implante. Vale ressaltar que isso seria bem mais radical e desconfortável.

Movimentação ortodôntica

Outro detalhe ao qual é preciso ter atenção está ligado à movimentação dos dentes. O implante dentário impossibilita a movimentação ortodôntica devido à ausência do tecido chamado ligamento periodontal, que permite esses movimentos.

Desse modo, o tratamento de ortodontia pode ter o resultado final comprometido caso o implante seja colocado antes.

Além do mais, dentes próximos a regiões em que houve perdas dentárias sofrem movimentações, no geral, na direção dessa perda. Então, mesmo que você queira passar direto por um implante dentário para repor esses dentes perdidos, é necessário um tratamento ortodôntico prévio para recuperar o espaço causado pela perda.

Em alguns casos, os espaços deixados por dentes ausentes são preenchidos sem a necessidade de um implante dentário, mas sim por meio do tratamento de ortodontia. Esse caso, porém, costuma ser mais delicado e nem sempre viável ou vantajoso financeiramente, podendo exigir um tempo mais longo até o resultado final aparecer.

Tudo, afinal de contas, trata-se de uma questão de planejamento em equipe. Os profissionais da área precisam ouvir as inquietações do paciente, e estes devem prestar atenção a quem entende do assunto, seguindo as recomendações.

É importante também procurar boas clínicas para ortodontia e implantes dentários. Uma decisão tomada com muito planejamento resulta em um tratamento com melhores resultados para você!

E então, gostou do nosso post? Que tal aproveitar para saber mais sobre a implantodontia em Belo Horizonte e quais os benefícios dela para a saúde. Acesse o linke fique por dentro do assunto!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *