O que é Ortodontia? Respondemos essa e mais 4 perguntas

Tempo de leitura: 4 minutos

Não tem como negar: sabemos muito sobre a importância de ir ao dentista, mas ainda desconhecemos sobre as especialidades existentes, não é mesmo? Poucas pessoas sabem o que é Ortodontia, por exemplo, assim como suas funções e importância para a vida do paciente.

Pensando nisso, criamos uma postagem com a resposta dessa e outras perguntas para que você realmente fique por dentro do assunto. Ficou curioso? Saiba de tudo agora mesmo!

O que é Ortodontia, afinal?

A Ortodontia é um ramo da odontologia que se especializou em corrigir o posicionamento dos dentes e dos ossos maxilares. Ou seja, sempre que você vê alguém com aparelho ortodôntico ou fazendo algum tipo de correção nesse sentido, a pessoa foi a um ortodontista.

Os dentes tortos ou que não se encaixam de forma correta podem apresentar mais dificuldades na higienização — situação que favorece o aparecimento de cáries, periodontite e outros problemas bucais. Somado a isso, tem a questão da aparência, já que muitas pessoas ficam incomodadas com o fato de terem dentes tortos.

O profissional especializado em Ortodontia alinha os dentes e garante uma boca mais bonita e saudável, além de aumentar de forma considerável a autoestima dos pacientes.

Qual a diferença entre um dentista e um ortodontista?

O dentista é uma pessoa focada na reabilitação oral do paciente, prevenindo doenças dentárias, melhoria de estética e tratamentos de higienização. De uma maneira geral, o dentista exerce suas atividades por meio de especialidades, de forma bem similar aos médicos.

Isso significa que ele estuda de forma mais aprofundada uma especialização e orienta sua atuação nesse sentido. A Ortodontia é uma dessas vertentes, focada nas irregularidades dos dentes e face.

Como saber se preciso de um ortodontista?

Muitas pessoas procuram um ortodontista por questões estéticas — o que é muito importante, mas não é uma urgência. Antes de se direcionar para o especialista, pode ser uma boa conversar com seu dentista de rotina para decidir sobre a real necessidade do procedimento.

O exame clínico pode envolver moldes de gesso da arcada dentária, uso de fotografias e pedidos de radiografias. Essa é uma maneira de entender a real necessidade e traçar um plano para resolver o problema.

Além disso, quem tem sobremordida, mordida cruzada, mordida aberta, diastema ou desvio também sinaliza a necessidade de ser tratado por um ortodontista. Explicamos melhor esses termos:

Sobremordida

Também chamada de medida profunda, acontece quando o dente superior cobre o dente inferior por mais de 2mm. Se for maior do que isso, pode prejudicar, inclusive, a mastigação e a fisionomia da pessoa.

Mordida cruzada

Quando os dentes superiores não ficam um pouco à frente dos inferiores ao morder.

Mordida aberta

Maloclusão em que os dentes superiores não tocam os inferiores. Comumente associado às crianças, esse problema pode acometer também os adultos e, geralmente, está relacionado à sucção de dedos, uso prolongado de chupetas, respiração bucal, roer unha, entre outros fatores.

Diastema

Espaços entre os dentes que podem ser resultado de ausência de algum ou por não preencherem a boca. É comum perceber o diastema nos dentes da frente.

Desvio da linha média

Acontece quando o centro da arcada superior não está alinhado com o centro da arcada inferior. A linha média dentária é uma linha vertical imaginária traçada entre os incisivos centrais. Ela desempenha um papel muito importante na análise estética do tratamento ortodôntico.

Como funciona o tratamento?

Os tratamentos mais comuns envolvem o uso de aparelhos — que podem ser bem diferentes. Os mais comuns são os fixos e móveis, utilizados para movimentar os dentes e alterar o crescimento mandibular. Tudo isso acontece por meio de uma pressão que é feita dos dentes e ossos maxilares e que promovem a movimentação.

O método escolhido vai depender da gravidade do problema e qual é o tempo previsto para os resultados. Além disso, hoje em dia, a escolha também pode ter forte influência das questões estéticas. Além do aparelho fixo e móvel, você pode usar niveladores, contentores e aparelhos extrabucais.

Depois de entender o que é Ortodontia e quais os benefícios ela pode trazer para a sua saúde bucal, ficou mais fácil reconhecer se você precisa ou não desses tratamentos, não é? Esteja em contato frequente com seu dentista e adote as melhores práticas conforme sua necessidade.

Para acompanhar mais dicas importantes para a sua saúde bucal, assine a nossa newsletter!

1 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *