Tratamento ortodôntico: entenda por que é tão importante segui-lo corretamente

Tempo de leitura: 3 minutos

Muita gente já descobriu os bons resultados proporcionados pelo tratamento ortodôntico, principalmente os adultos.

Os aparelhos que antes eram usados, na maioria das vezes, somente por crianças e adolescentes, hoje fazem parte da vida de homens e mulheres que buscam um sorriso alinhado.

Mas se engana quem só pensa nos benefícios estéticos desse tratamento: a ortodontia proporciona ganhos na respiração, fala e até mastigação, trazendo saúde e qualidade de vida.

Neste artigo, vamos mostrar como é o tratamento ortodôntico, destacando a importância da manutenção periódica e os cuidados diários do paciente para o sucesso nos resultados!

O que é o tratamento ortodôntico?

Para corrigir o posicionamento dos dentes e dos ossos maxilares, é necessário realizar o tratamento ortodôntico.

São casos de pacientes com dentes encavalados, diastemas (espaços entre os dentes) ou má oclusão (dentes superiores e inferiores não se encaixam da forma correta).

O aparelho ortodôntico, fixo ou móvel, aplica forças leves e gradativas para a movimentação dos dentes, garantindo, assim, resultados incríveis no sorriso do paciente.

Tecnologia

A ortodontia tem evoluído muito em tecnologia e, atualmente, os tratamentos são mais rápidos, confortáveis e discretos.

Isso porque há diferentes tipos de aparelhos, como modelos transparentes e invisíveis, ideais para adultos que não querem exibir um sorriso metálico com borrachinhas.

Por que fazer a manutenção constante do aparelho?

Muitos pacientes se queixam de visitar o ortodontista periodicamente (a cada 30 ou 60 dias) para fazer a manutenção do aparelho. Porém, isso é parte essencial do tratamento para que se conquiste o sorriso dos sonhos.

O controle clínico vai avaliar o estado do aparelho e seus componentes, verificando se há peças tortas ou quebradas. Além disso, o ortodontista vai avaliar se a força que o aparelho está fazendo precisa ou não ser modificada e realiza, se necessário, os ajustes.

Os elásticos do aparelho fixo, por exemplo, se desgastam e precisam ser substituídos, podendo inclusive acumular placa bacteriana.

Compromisso

Quando o paciente inicia o tratamento ortodôntico precisa ter o compromisso de ir às consultas para a manutenção do seu aparelho. Não dar importância a isso pode comprometer e atrasar o tratamento.

Quais os cuidados com a higiene?

Todo mundo deve ser rigoroso com os cuidados de higienização bucal, escovando os dentes logo após as refeições e antes de dormir. Sem esquecer, é claro, do fio dental.

Os cuidados, entretanto, devem ser redobrados por pessoas que fazem tratamento ortodôntico.

As chances de acúmulo de restos de alimentos entre os componentes do aparelho são grandes e, se a higienização não for realizada corretamente, pode causar placa bacteriana e cárie.

Por isso, abuse dos itens de higiene específicos para os aparelhos ortodônticos, como escovas especiais e passa fio, que facilitam bastante o momento da limpeza.

Alimentação

O paciente também deve ser cuidadoso com a alimentação. É preciso evitar alimentos muito duros (amendoim), grudentos (balas e chicletes) ou com fiapos (manga), porque podem danificar as estruturas do aparelho.

E, caso ocorra algum dano no aparelho, procure o mais rápido possível seu ortodontista para restabelecer o tratamento.

Vale a pena o esforço para o tratamento?

Muita gente pode considerar o esforço grande enquanto realiza o tratamento ortodôntico e até pensa em desistir.

Entretanto, como frisamos acima, os resultados ultrapassam as questões estéticas: dentes tortos podem sim comprometer a respiração, fala e mastigação.

Além disso, um sorriso desalinhado pode dificultar a limpeza, aumentando a chance de problemas bucais, como cárie e gengivite. Portanto, é um tratamento de saúde.

O tratamento ortodôntico garante resultados incríveis e, por isso, é cada vez mais procurado inclusive por adultos. Contudo, seu sucesso depende do trabalho conjunto do ortodontista e paciente, especialmente quanto à manutenção do aparelho e higienização bucal.

Gostou de acompanhar o nosso post? Fique por dentro de outros assuntos relativos à saúde bucal assinando a nossa newsletter!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *