O que é doença periodontal e quais seus impactos no dia a dia?

Tempo de leitura: 3 minutos

A doença periodontal se caracteriza por uma simples inflamação da gengiva ao redor do dente, mas pode trazer consequências sérias à vida do indivíduo, provocando desde perda dentária a doenças cardíacas.

Como muitas vezes essa doença é silenciosa, é preciso ficar atento aos seus pequenos sinais para que o diagnóstico e o tratamento sejam feitos na hora certa.

Quer descobrir mais sobre o que é doença periodontal? É só ler o restante do nosso post!

O que é doença periodontal?

A doença periodontal é uma inflamação crônica de origem bacteriana do periodonto, o tecido de suporte e sustentação do dente, composto pela gengiva, pelo cemento, pelo ligamento periodontal e pelo osso.

Na sua forma mais simples, a doença periodontal se limita à gengiva e é chamada de gengivite. Em casos mais graves, ocorre um acometimento mais extenso e a inflamação provoca morte dos tecidos, sendo denominada, então, de boca de trincheira ou gengivite ulcerativa necrosante aguda.

O que causa a doença periodontal?

A formação de placa bacteriana e o acúmulo de tártaro geram um processo inflamatório local que destrói as estruturas ao redor do dente e vai criando bolsas periodontais, fazendo com que os ligamentos na região sejam destruídos e o dente se torne mais móvel.

Quem desenvolve essa doença?

Qualquer pessoa pode apresentar periodontite, mas ela está associada a alguns fatores de risco que aumentam a quantidade de bactérias na boca ou prejudicam a capacidade do organismo de lutar contra esses micro-organismos, como:

  • má higiene bucal;
  • imunossupressão;
  • diabetes mellitus;
  • tabagismo;
  • artrite reumatoide;
  • estresse;
  • gravidez.

Quais são os sintomas da doença periodontal?

Em muitos casos, a doença periodontal não gera sintomas claros e é indolor, mas também é possível ocorrer:

  • sensibilidade dental;
  • dor ao mastigar;
  • sangramento gengival;
  • retração;
  • mau hálito.

Como é feito o diagnóstico dessa doença?

Geralmente, a doença periodontal é diagnosticada por meio do exame clínico, no qual o dentista consegue observar a olho nu que o tecido gengival está inflamado.

Outra possibilidade é o diagnóstico por meio de sondagem periodontal de uma gengiva aparentemente saudável. A gengiva ao redor do dente é sondada em seis diferentes pontos, de forma circunferencial, para que as bolsas periodontais sejam detectadas.

Quais as consequências da doença periodontal?

À medida que a inflamação se torna mais grave e os dentes ficam mais frouxos, o indivíduo passa a ter dificuldades na mastigação e na deglutição de alimentos fibrosos, o que piora quando ocorre a perda dentária.

A grande quantidade de bactérias na boca e o processo inflamatório podem ainda aumentar o risco de algumas doenças cardíacas, como a endocardite bacteriana, e, no caso da mulher grávida, de parto prematuro, abortos ou de o bebê nascer com baixo peso.

Como tratar a doença periodontal?

O aspecto mais importante do tratamento da doença periodontal é a limpeza dentária com remoção da placa bacteriana e do tártaro. Como nessa doença o sulco gengival forma bolsões mais profundos do que o normal, é necessário realizar as técnicas de raspagem, removendo a placa e o tártaro abaixo da linha gengival, e de alisamento, na qual as raízes dos dentes são alisadas para que o tecido gengival se cicatrize e as bolsas periodontais se tornem menores.

Assim, a única forma de curar a doença periodontal é fazendo um acompanhamento regular com o dentista e mantendo uma boa higiene bucal em casa.

Agora que você leu mais sobre o que é doença periodontal, quer se certificar de que está tudo bem com a sua saúde bucal? Entre em contato com a nossa clínica e agende uma consulta de avaliação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *