Como escolher o melhor e mais eficaz tratamento de saúde bucal?

Tempo de leitura: 4 minutos

Com o uso das redes sociais e os sites de busca da internet ficou mais fácil encontrar profissionais para nos atender. Hoje, existem diversos tipos de tratamento bucal e, da mesma maneira, diferentes especialistas com suas respectivas técnicas. Mas como escolhemos o ideal?

Muitas pessoas não sabem como escolher um bom dentista e acabam por priorizar preços; fazem, assim, a escolha errada — o que pode custar caro. Existem aspectos muito mais importantes do que simplesmente o custo da consulta: as instalações da clínica, a atenção e o cuidado do profissional e o conhecimento que possui.

Neste post, vamos dar instruções preciosas de como encontrar o dentista ideal. Serão 6 dicas para você poder avaliar e escolher o mais eficaz tratamento bucal, com sucesso garantido, além do melhor dentista.

1. Busque recomendações

Indicações de familiares, amigos e colegas podem ser muito úteis. Logicamente, o fato de o profissional ter agradado uma pessoa, não garante que ele seja ideal para você, mas já está um passo à frente, certo?

Peça sugestão de pessoas que você confia, são críticas e prezam por valores e cuidados da mesma maneira que você. Caso tenha plano odontológico, consulte a lista de profissionais credenciados.

Já a internet é uma ferramenta de busca maravilhosa; pode-se utilizar o Google ou até as redes sociais à procura de páginas profissionais. Por meio dos sites, por exemplo, é possível observar o profissionalismo do consultório ou clínica. No entanto, lembre-se de verificar a qualificação, formação, especialidade e, inclusive, satisfação dos pacientes.

2. Procure por sua especialidade

Após ter recomendações de familiares e alguns nomes que atendem pelo seu convênio odontológico, é interessante fazer uma busca sobre esses profissionais. Verifique a especialidade, se fez mestrado, doutorado, se no site existem fotos de antes e depois dos tratamentos.

Ademais, buscar profissionais que trabalhem apenas na área que você está com problemas pode aumentar as chances de resolver o seu caso. Por exemplo: se você está com problemas na gengiva, deve procurar um especialista em periodontia.

3. Analise a clínica em geral

É importante avaliar tudo: desde o agendamento, a forma como lhe recebem na clínica, até o modo com que o dentista trata equipe e pacientes. Devem ser verificados a pontualidade, a limpeza do ambiente, o uso de equipamentos como avental, touca, máscara, luva e instrumentos esterilizados.

O intervalo entre um paciente e outro é de extrema importância. É nesse tempo que o dentista higienizará e preparará o consultório para receber outra pessoa. Esse período não deve ser negligenciado, já que pode colocar a saúde de outros pacientes em risco, inclusive a sua.

4. Verifique se ele se preocupa com você

Nós gostamos de atenção e cuidado, não é mesmo? Queremos ser ouvidos, entendidos e compreendidos. Um profissional que não se preocupa em escutar terá dificuldades em resolver seus problemas de saúde e dúvidas. Por essa razão, é essencial verificar se ele se preocupa com você.

5. Atente já na primeira consulta

Seu futuro dentista demonstra interesse e preocupação com o seu caso, ou os esforços dele estão voltados para firmar uma parceria e gerar lucro? O foco do profissional de saúde deve ser, sempre, o bem-estar do paciente.

Ele se importa com você? Anota suas respostas? Ouvir e se importar são requisitos básicos para um dentista ideal. Além disso, ele deverá fazer um exame completo em sua boca, verificar a mordida, os músculos e a articulação.

Depois do diagnóstico dado e com os exames em mão, ele explicará a sua situação e mostrará as melhores técnicas para lidar com cada problema. Ele informará as vantagens e desvantagens de cada intervenção e o tempo do tratamento bucal.

6. Invista no tratamento só se sentir segurança

Caso não esteja confiante de sua escolha, continue a procurar.

Invista em um dentista no qual confie, a fim de diminuir as chances de insatisfação. Tente relaxar na certeza de ter feito uma boa escolha desde o princípio e evite interromper o tratamento odontológico durante a execução.

E então, gostou de nossas dicas de como procurar um bom dentista e o melhor tratamento bucal? Percebeu que não é tão simples, não é mesmo? Portanto, entre em contato conosco para mais informações!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *