3 cuidados essenciais na higienização da escova de dente

Tempo de leitura: 3 minutos

Você se preocupa com a limpeza bucal? Escova os dentes com cuidado sempre após as refeições e antes de dormir? E se lembra também de limpar e armazenar a escova de dente corretamente?

Pode ser que você tenha ficado confuso com a última pergunta, mas é muito comum as pessoas não ficarem atentas à higienização da escova de dente. Quando esse objeto está sujo, pode transmitir uma série de doenças, como infecções e diarreias.

Neste post, aprenda a importância da troca periódica da escova de dente e como limpar e armazená-la, mantendo-a longe de bactérias e fungos. Acompanhe:

1. Limpeza

Antes de escovar os dentes, é necessário lavar as mãos. Assim, você não suja o cabo da escova que vai entrar em contato com a boca.

Depois de feita a escovação, lave as cerdas em água corrente. Dê uma batidinha na pia para tirar o excesso de água e seque bem com uma toalha limpa.

É importante ficar atento aos cuidados de higienização das escovas das crianças. Elas são mais desatentas e apressadas, por isso, sempre supervisione a escovação e a limpeza do item.

Antisséptico

Você pode limpar as cerdas da sua escova com um antisséptico bucal à base de clorexidina, garantindo, assim, sua completa higienização.

2. Armazenamento

Onde você guarda sua escova de dente? Ela fica em cima da pia? Pois bem, o maior perigo é deixar a escova sem nenhuma proteção em cima da pia do banheiro.

Isso porque ela pode entrar em contato com bactérias: quando acionamos a descarga do vaso sanitário, por exemplo, gotículas de coliformes fecais ficam no ar.

O certo é sempre tampar o vaso sanitário ao usar a descarga, mas como garantir que todos que usam o banheiro sigam essa regra?

Então, para não correr nenhum risco, depois de lavar e secar a escova, guarde-a na posição vertical em um recipiente e dentro de um armário com ventilação.

Capas protetoras

O uso de capinhas protetoras é controverso: alguns dentistas acreditam que isso pode deixar a escova úmida por muito tempo, local ideal para a proliferação de germes.

Se você optar pelo uso, verifique se a capa plástica tem furinhos para ventilação e só coloque depois de secar bem a escova.

É importante também evitar que a sua escova de dente entre em contato com a de outras pessoas. Guarde cada uma em separado para evitar o contato.

3. Troca

É preciso trocar a escova de dente a cada três meses ou sempre que as cerdas estiverem gastas. Quando for comprar o produto, escolha um com cabo liso, que é mais fácil de limpar. O cabo emborrachado é mais propenso a juntar sujeira.

Quando a escova fica velha, a escovação deixa de ser eficiente. Por conta das cerdas desgastadas, acabamos colocando mais força na hora de higienizar a boca, o que pode machucar a gengiva e desgastar os dentes.

É preciso substituir a escova, ainda que nova, quando a pessoa fica doente, mesmo que por um simples resfriado, já que as cerdas podem ficar contaminadas.

Cuide da sua saúde realizando a correta higienização da escova de dente. Nunca compartilhe o objeto e evite deixá-lo sem proteção alguma em cima da pia do banheiro. Para finalizar, reforçamos: troque a sua escova a cada três meses.

Você limpa e armazena direitinho a sua escova de dente? Acompanhe outros posts e dicas de saúde bucal curtindo a nossa página no Facebook!

3 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *