Implante dentário: tudo que você precisa saber sobre

Tempo de leitura: 3 minutos

Um sorriso bonito é o melhor cartão de visitas que uma pessoa pode oferecer. Mas, para conquistá-lo, são necessários cuidados de higiene bucal desde a infância. A falta desses cuidados pode resultar em diversos problemas odontológicos e até na perda dentária.

Porém, mesmo que essa perda ocorra, não é preciso se desesperar, pois é possível recorrer à recolação dos dentes por meio do implante dentário.

Mas, afinal, o que é um implante dentário? Como funciona? Esse procedimento assusta diversos pacientes mas é mais simples do que parece. Acompanhe o post para saber mais!

O que é um implante dentário?

O implante dentário consiste na colocação de um pino de titânio dentro do osso que fica abaixo da gengiva para a substituição da raiz do dente que foi quebrado ou extraído. É colocado no osso maxilar, para os dentes de cima, e no mandibular, para os dentes de baixo.

O dente artificial, geralmente feito de cerâmica, é instalado em cima desse pino de titânio. O implante é diferente das próteses e dentaduras comuns, pois oferece um suporte estável para os dentes artificiais, além de não depender da sustentação de outros dentes ao lado do dente substituído. Isso evita o seu desgaste.

O pino de titânio é colocado primeiro, e aí, é preciso esperar de três a seis meses antes da implantação da prótese dentária, para permitir a osseointegração do implante com o tecido ósseo.

Quando ele é recomendado?

A colocação de um implante dentário é indicada para as pessoas que sofreram uma ou mais perdas dentárias e se sentem inseguras com as próteses convencionais, que têm problemas de mastigação ou que desejam um resultado estético melhor.

Porém, não são todas as pessoas que podem colocar implantes dentários. Algumas contraindicações são:

  • crianças em fase de crescimento;
  • pessoas com diabetes não controlada;
  • pessoas com doenças cardíacas de alto risco;
  • realização recente de radioterapia;
  • antecedente de endocardite infecciosa.

Além disso, para receber um implante, é necessário que a pessoa tenha ossos adequados para a sustentação do pino e da prótese e gengivas saudáveis. Precisa também se comprometer a mantê-los saudáveis após o procedimento.

Ossos muito finos ou frágeis podem necessitar de um procedimento de enxerto ósseo antes da colocação do implante.

Quais os cuidados pré e pós-operatórios?

Para garantir o sucesso da implantação dentária e sua duração após o procedimento, são necessários alguns cuidados pré e pós-operatórios.

Antes de colocar o implante dentário:

  • eliminar processos infecciosos na cavidade bucal (tratamento de dentes ou gengiva, retirada de dentes com foco infeccioso);
  • realizar qualquer tratamento odontológico pendente, como o tratamento de canal.

Após colocar o implante dentário:

  • manter uma boa higiene bucal, com escovação e uso de fio dental três vezes ao dia, garantindo total limpeza da área em volta do implante;
  • evitar fumar, pois, segundo algumas pesquisas, o  cigarro aumenta as chances de perda de implantes dentários;
  • consultar-se regularmente com o dentista, de preferência a cada seis meses, para revisão do implante;
  • evitar mastigar alimentos muito duros, como gelo ou doces mais firmes.

O implante dentário é uma ótima opção para a reposição de dentes, pois garante um resultado seguro e de maior duração para o paciente. Afinal, a falta de dentes compromete a mastigação e fala, além de afetar a autoestima de qualquer pessoa.

Você gostou de saber mais sobre os implantes dentários? Tem mais alguma dúvida sobre o assunto? Então deixe um comentário no post que te responderemos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *